CATARINA VALENÇA GONÇALVES

Doutorada em História da Arte Contemporânea pela Universidade Nova de Lisboa (2008); tem um Diplôme des Hautes Études (3º ciclo) em Turismo pelo Institut de Recherche en Études Supérieures Touristiques da Universidade Paris 1 - Panthéon Sorbonne (2006); é Mestre em Arte, Património e Restauro pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2001) e Licenciada em História variante História da Arte pela Universidade Nova de Lisboa (1998). Tem ainda uma Pós-Graduação em Direito da Cultura e doPatrimónio Cultural na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (2010). Foi Investigadora Integrada do Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2010-2013). Foi Professora Convidada na Pós-Graduação em Património e Projectos Culturais no ISCTE, Lisboa, no ano lectivo de 2010/2011; É Coordenadora da Formação para Executivos em Gestão do Património Cultural na Nova SBE, desde 2018 e é Coordenadora do mesmo Curso na Católica Porto Business School, desde 2020. No âmbito da sua Formação Universitária, ganhou o Prémio Nacional para Jovens Historiadores e Antropólogos da Fundação da Juventude, Porto; foi Bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian; e foi Bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Tem 4 livros publicados na área da História da Arte e é autora de diversos artigos e múltiplas comunicações igualmente neste domínio. Iniciou a sua carreira profissional no GECoRPA – Grémio das Empresas de Conservação e Restauro do Património Arquitectónico, em Lisboa (1999-2001). Foi Investigadora da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais levando a cabo o Inventário Temático de Pintura Mural dos Distritos de Bragança e Vila Real (2001-2002). Foi Coordenadora do Centro de Divulgação do Património Alentejano na Fundação Alentejo – Terra Mãe em Évora (2005-2006). Criou o projecto de revitalização patrimonial “Rota do Fresco” em 1998, sendo Coordenadora do mesmo, até 2008, ao serviço da Associação de Municípios do Alentejo Central (Cuba). Em 2007, fundou a Spira – revitalização patrimonial Lda onde desempenha as funções de Directora-Geral. Na área da gestão patrimonial tem apresentado diversos estudos sob a forma de artigos e comunicações nacionais e internacionais, e coordenado parcerias institucionais. Pertenceu à Direcção da SEDES – Associação para o Desenvolvimento Económico-Social entre 2012 e 2016. Pertence à Direcção da APECATE - Associação Portuguesa de Empresas de Animação Turística e Eventos (2016-2019). Foi fundadora, juntamente com outras empresas e entidades actuantes no sector do património cultural, da Associação Portugal Heritage, presidindo à sua Direcção no triénio 2016-2019.